Club de
Foz do Iguaçu
Ponte

A VISÃO DO ROTARY

Nós seremos a organização de serviços humanitários preferida pela maioria, com Clubes dinâmicos e atuantes, dedicados a melhorar as condições de vida em comunidades do mundo inteiro.


Notícias do Clube

Imagem Pública é sabatinada em Campos do Jordão

O tema “Imagem Pública do Rotary”, foi bem debatido entre os participantes da 20ª Reunião dos Governadores do Estado de São Paulo (Regoesp), realizada na cidade de Campos do Jordão, no Distrito 4600 do Rotary International. Durante aproximadamente 40 minutos o tema foi expostos, debatido e questionado, dentro do painel que envolveu, também, assuntos como: Fundação Rotária, ABTRF, Instituto Rotary de Liderança e Desenvolvimento do Rotary. “Foi um espaço com um grande conteúdo rotário e bem aproveitado”, disse o coordenador do evento, o Governador do Distrito 4600 do Rotary International, Ivanir Chappaz, associado do Rotary Club de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, em São Paulo. Envolvendo 11 distritos rotários brasileiros, a Regoesp-2017 realizada em Campos do Jordão atraiu dezenas de governadores rotários que durante dois dias debateram assuntos contundentes quanto a gestão e desenvolvimento do Rotary entre os rotarianos paulistas. “Essas reuniões regionalizada servem para a discussão de questões regionais e o fortalecimento do companheirismo”, disse o Diretor do Rotary International no Brasil, o empresário Paulo Augusto Zanardi, associado do Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial no Distrito 4730 do Rotary International. “Estas reuniões acontecem em diversas regiões do País, concentrando assuntos específicos sobre aquela região”, falou o dirigente. “Sem contar a oportunidade de rever amigos e companheiros”, acrescentou. A Imagem Pública do Rotary foi apresentada pelo Coordenador Regional da Imagem Pública, para as Zonas 22A e 23B do Brasil, o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado do Rotary Club de Marília-Pioneiro, no Distrito 4510 do Rotary International. Na introdução antes dos debates, o dirigente regional fez algumas reflexões e alertas diante do público selecionado. “Um Governador do Rotary é formador de opinião, e ele deve se manter sempre bem informado para ajudar na orientação dos demais de forma constante e contínua”, comentou o convidado. “Para isso o estudo sobre o Rotary deve ser frequente e colaborar na instrução rotária de forma permanente”, frisou o jornalista que respondeu inúmeras perguntas no momento de interatividade com a platéia. “Foram perguntas pertinentes, inteligentes e oportunas”, avaliou Márcio Cavalca Medeiros que respondeu desde subsídio da Imagem Pública, Mídias Sociais, Perfil, Agenda Positiva, Divulgação das ações rotárias e o relacionamento da IP com as demais comissões de trabalho. “Foi um momento de forte apelo rotário”, resumiu. ROTARY NO RÁDIO E NA TV – O Distrito 4480 do Rotary International, através da Governadora Maria Cristina Nocete Lopes, associada do Rotary Club de São José do Rio Preto-Centenário, conseguiu junto a Associação Brasileira das Emissoras de Televisão (ABERT) e da Associação das Emissoras de São Paulo (AESP), uma parceria em que as duas entidades apoiarão uma campanha institucional e em favor da Polio Plus, com divulgação gratuita nas emissoras de rádio e televisão pelo Brasil de material específico sobre o Rotary International e a Fundação Rotária. “Uma conquista importante, em todos os sentidos, em que devemos aproveitar e fortalecer a nossa marca, e nossas obras, de forma massificada”, comemorou Márcio Cavalca Medeiros que considera importante esse relacionamento com as emissoras de rádio e tv. “Todos irão ganhar muito com isso”, acredita o dirigente regional. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME

Postado em 17 de Novembro de 2017 por

Mudanças nos distritos rotários fortaleces o debate na Regoesp

Um dos assuntos mais delicados discutido entre os dirigentes rotários que participaram da 20ª Reunião entre os Governadores do Estado de São Paulo (Regoesp), pelo Rotary International, na cidade de Campos do Jordão, pelo Distrito 4600 do Rotary International, foi quanto a distribuição dos distritos brasileiros a partir de 2019 que passa a contar com 31 distritos rotários no Brasil. “Esse é um assunto delicado, que incomoda, mas que precisa ser debatido”, disse o anfitrião do evento estadual, Ivanir Chappaz, Governador do Distrito 4600 do Rotary International, associado do Rotary Club de São José dos Campos, no Vale do Paraíba em São Paulo. “Dai a importância da presença do nosso Diretor do Rotary International, que explicou com riqueza de detalhes, o que se passa”, completou o dirigente regional que contou com a participação do Diretor do Rotary International no Brasil, o empresário Paulo Augusto Zanardi, associado do Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial, do Distrito 4730 do Rotary International. Durante mais de 60 minutos Paulo Augusto Zanardi, lembrou como que iniciou o processo de reformulação dos distritos rotários brasileiros, que a partir de 2019 sete deles serão incorporados a outros sete distritos rotários, por enquanto. “Os dois distritos unidos passarão a ser um novo distrito”, comentou o Diretor do Rotary International no Brasil, que admite ser uma situação nada confortável para qualquer um dos envolvidos. “É uma situação irreversível, que precisa ser assimilada de qualquer maneira pelos rotarianos”, disse ao mencionar a recente correspondência do Presidente do Rotary International, Ian Riseley, que encaminhou aos governadores rotários distritais envolvidos no processo de realinhamento dos distritos brasileiros. Na opinião de Paulo Augusto Zanardi o fato de haver uma diminuição no número de distritos no Brasil não quer dizer que a o novo desenho entre os distritos tenha que ser da forma como o Rotary International sugere. “Já que haverá a mudança, é uma excelente oportunidade em sugerirmos como distribuir melhor os clubes entre as regiões existentes”, falou ao colocar-se a disposição dos governadores rotários para apresentar sugestões viáveis para a efetivação da mudança. “Sei que algumas regiões ficariam melhores em outros distritos em virtude da distância, dos hábitos e até da concentração de clubes e rotarianos”, comentou o dirigente que pretende se reunir com alguns dirigentes para elaborar uma proposta neste sentido. Para Paulo Augusto Zanardi é preciso que haja bom senso neste momento delicado. “Uma vez atendendo o que o Rotary International sugere, não vejo problemas em propor algo que seja melhor para os clubes”, defendeu o Diretor do Rotary International no Brasil que desde quando assumiu o cargo, em Julho, vem discutindo esse assunto insistentemente entre os dirigentes internacionais e os brasileiros. “Vamos fazer a mudança sem sofrimento e sem qualquer tipo de estresse, afinal, todos querem o bem comum”, falou ao lembrar da conquista de alguns distritos brasileiros que terão um tempo a mais para apresentar melhorias substanciais e evitar a mudança. “Nada é imposto, e sim o cumprimento das normas”, falou em tom pacificador procurando encontrar a melhor alternativa para todos. Durante a exposição que fez, Paulo Augusto Zanardi mostrou que em outras regiões do Mundo, o problema está sendo bem maior envolvendo países, culturas e história diplomáticas que são bem piores do que está havendo no Brasil. “Os Estados Unidos não só perdeu distritos, como zonas e representação”, recordou o dirigente que tem procurado equacionar a situação sem que haja perdas significativas no território nacional. “No Brasil só está mudando o desenho dos distritos, não havendo mudanças nas zonas e nem na representação”, defendeu ao lamentar o transtorno que vem causando o assunto em determinados distritos envolvidos com as mudanças. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME

Postado em 16 de Novembro de 2017 por

Cresce em 714 o número de associados em quatro meses no Brasil

A Gestão 2017-18 iniciada em julho deste ano já somou 714 novos associados entre os 38 distritos rotários no Brasil, fortalecendo o quadro associativo do Rotary International no País. De acordo com os números apresentados até o dia 31 de outubro, a organização mundial passou a contar com 54.206 rotarianos brasileiros, distribuídos em 2.396 clubes rotários no território nacional, até o momento. “Um trabalho importante para o fortalecimento de nossa organização, demonstrando uma ação efetiva dos gestores brasileiros desta gestão”, elogiou o Diretor do Rotary International no Brasil, o empresário Paulo Augusto Zanardi, associado do Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial, no Distrito 4730 do Rotary International. No dia primeiro de julho deste ano existiam 2.393 clubes rotários brasileiros com 53.492 associados ao término da gestão passada, atingindo em quatro meses três novos clubes e 714 associados a mais. “É bom destacar que muitos clubes foram fechados, e outra quantidade foi aberta, e ainda assim, foram três clubes a mais”, destacou o educador César Luis Scherer, coordenador regional do Desenvolvimento do Rotary no Brasil, associado do Rotary Club de Marechal Cândido Rondon, no Distrito 4640 do Rotary International, ao fazer a comparação e observar o crescimento de 0,13% no número de novos clubes e de 1,33% no aumento do quadro associativo. “Os dois crescimentos são positivos, o que mostram uma tendência animadora”, completou o engenheiro, Luis Gustavo Kuster Prado, outro coordenador regional do Desenvolvimento do Rotary no Brasil, associado do Rotary Club de Brasília-Lago Norte, no Distrito 4530 do Rotary International. De acordo com o estudioso rotário, o consultor de empresas, Alceu Eberhardt, associado do Rotary Club de Rio do Sul-Centenário, no Distrito 4630 do Rotary International, o distrito que mais cresceu em termos de associados foi o Distrito 4651 do Rotary International, com um crescimento absoluto com 120 novos associados, proporcionando uma elevação de 11,7% no quadro associativo daquela região. “O Governador José Alberto Noldin, do Rotary Club de Itajaí-Porta do Vale, está de parabéns pelo trabalho realizado”, elogiou Paulo Augusto Zanardi, que vem acompanhando o desempenho dos distritos e clubes pelo Brasil ao observar o Distrito 4640 do Rotary International, no Estado do Paraná, que continua sendo o maior distrito rotário brasileiro com 2.863 associados. “Eles já tiveram mais de três mil associados”, brincou o Diretor do Rotary International ao apontar os distritos: 4630, 4500 e 4760 que também estão com mais de dois mil associados. Com a proposta de haver um crescimento de cinco clubes em cada um dos 38 distritos rotários brasileiros, seriam necessários 190 novos clubes até o final da atual Gestão 2017-18, em junho do ano que vem, e de acordo com o estudioso rotário este recurso ainda não foi utilizado pelos gestores distritais. “Entre abertura e encerramento de clubes nestes quatro meses, o Brasil soma apenas três novos clubes, o que demonstra um potencial de crescimento muito grande pela frente”, disse animado Alceu Eberhardt que acompanha quinzenalmente o monitoramento do quadro associativo no Brasil. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo)

Postado em 08 de Novembro de 2017 por

Reuniões Quintas-Feiras | 20:00
CASA DA AMIZADE-AV BRASIL,1956